Capítulo 1- O Significado dos Milagres
II. Revelação, tempo e milagres

6. O milagre minimiza a necessidade de tempo. No plano
longitudinal ou horizontal, o reconhecimento da igualdade
dos membros da Filiação parece envolver um tempo quase
sem fim. Contudo, o milagre acarreta uma passagem
repentina da percepção horizontal para a vertical. Isto
introduz um intervalo do qual ambos, tanto o doador como
quem recebe, emergem mais adiante no tempo do que
teriam estado de outra forma. O milagre tem então a
propriedade única de abolir o tempo, na medida em que
torna desnecessário o intervalo de tempo que atravessa.
Não há relação entre o tempo que leva um milagre e o
tempo que ele cobre. O milagre substitui um aprendizado
que poderia ter levado milhares de anos. Faz isso através
do reconhecimento subjacente da perfeita igualdade entre
quem dá e quem recebe na qual o milagre se baseia.
O milagre encurta o tempo, colapsando-o, assim eliminando certos intervalos dentro dele. Faz isso, porém, dentro de uma seqüência temporal mais ampla.
 
 
Comentários
 

Me parece assim:
Uma pessoa tem um ferimento.
O médico diz: Vai levar dois meses para estar recuperado.
Então a pessoa pede um milagre e no dia seguinte o ferimento desapareceu.
Vai ao médico, e ele não acredita..
É um milagre.
O que fez? Fez acontecer em horas o que aconteceria no tempo normal em meses.
Não é que não iria acontecer a cura. somente que no tempo a cura poderia parecer longinqua demais.

Assim como tratamos a cura física também pode ser tratada a cura da mente.
Quando alguém vem até nossa reunião, e lê 'Curso', logo pergunta: qual a carga horária do curso, finaliza em quanto tempo?
Então eu digo: mais ou menos 30anos.
Mais ou menos uma existencia.
Porque a função do tempo é nos dar tempo para nossa cura,.
Quando estiver curado o tempo esta acabado.
Se quiser pode ir para o céu.

Mas porque esperar trinta anos?
Se podemos ir para o céu agora?
O padre disse aos fiéis: Quem quiser ir para o céu levante a mão. Todos levantaram menos um.
Então ele perguntou: você não quer ir para o céu quando morrer?
Ah, bom, quando morrer sim, pensei que era para quem quisesse ir agora!!!
O milagre encurta o tempo de nossa cura.

Jorge


Compreendo que para "fugirmos" ao tempo e as suas consequencias "ilusórias", devamos estar fincados no presente. Quando me refiro a "presente" é este instante. A cada instante a cada respiração. Se estiver atento ao que se passa dentro de mim neste momento enquanto escrevo, ao barulho do teclado a ventuinha aqui no meu escritório...o tempo para.
Para...na mente condicionada que não consegue funcionar no Agora. Aqui o égo se dissolve.
O que sobra então?....Observador e observado. Quem observa?...Quem é observado?...
É isso a dualidade. É isso a quebra do tempo vertical. É isso morrer para o passado e futuro. É isso o passo da profundidade. Do tempo infinito.
Aqui está o perdão, porque o passado não existe. Neste exato momento eu decido quem sou.
Passo a verticalidade que é o infinito espaço do tempo.
Sem o tempo vertical a "mente" condicionada nada sabe, pois deixa de existir. Aqui encontro o silêncio e a paz profunda, para que possa ouvir a voz da verdade.
O convite de Jesus é esse no Curso Em Milagres. É esse o entendimento que faço a cada momento.

Marcelo Neves

O tempo pára à espera de um Milagre. O tempo deixa de existir quando o Milagre acontece.

O tempo pára. Ouvi dizer...Um casal brigou e separou-se há 18 anos atrás. O homem quis terminar. As famílias já davam o casamento como certo. Os dois sofreram muito após a separação, mas suas vidas continuaram e encontraram outros parceiros. Esqueceram o assunto. Muitos anos depois o homem, já casado com outra mulher, começou a fazer sua Expiação. Num determinado momento ele sonhou com o ex-sogro; compreendeu que chegara o momento de expiar aquilo. Localizou os números de telefone e ligou para a ex-namorada e para seus pais. Pediu perdão por ter causado o sofrimento naquela separação. Eles falaram com o homem como se aquilo tivesse acontecido no dia anterior...E falaram com a mesma intimidade que tinham na época...Eles esperavam por aquele pedido de perdão! E o perdoaram. O tempo parou por 18 anos a espera de um Milagre – o pedido e a concessão do Perdão.

O tempo entra em colapso com o Milagre. No dia seguinte às ligações telefônicas, o homem ficou surpreso em seu trabalho. Muitas coisas que estavam paradas havia muito tempo começaram a se resolver. O que ele esperava receber ou resolver em dias ou semanas, foi resolvido naquele dia. Não foi necessário mais tempo para isto...Ouvi também dizer que o homem mudou muito a partir daquilo; mudanças internas e pessoais profundas.


"Eu vejo o tempo como sendo um conceito do ego, por isso é dito que o tempo é relativo, pois depende da situa;ão envolvida: para "coisas boas" ele passa rápido e para "coisas ruins" parece que o tempo se arrasta.
Na vivência do milagre só existe a atuação do Espírito Santo, que é atemporal. Ele existe no aqui e agora sempre existiu e sempre existirá. A percepção de tempo deixa de existir pois o milagre pode acontecer instantaneamente e se "materializar" muito depois.
Será que está muito fora da percepção do grupo?
M.Lúcia

Entendo literalmente que somente o milagre minimiza todas as necessidades que o tempo comum leva para reconhecer, sejam necessidades fisicas, espirituais, emocionais, atemporais. O milagre dispensa o tempo, acontece independente dele.
Sou nova em milagres, mas o que entendendo deles é que não sao feitos pela razao, nem pela emoção, mas pela crença, pela fé, pela certeza de que ocorrerá.
Sandra

Este parágrafo parece muito claro.
Imaginemos o ego como imagem projetada em uma tela a partir de um filme criado no cérebro. Nossas crenças e conceitos, compulsões, vícios e reflexos condicionados seriam o filme. A tela seria o corpo físico e o projetor nossos pensamentos.
O ego não pode mudar a tela nem o filme nem o projetor.
O ego não pode mudar o corpo, as crenças e etc, nem os pensamentos.
O ego crê ter a “chave para a felicidade” e assim mantém os pensamentos girando naquilo que poderíamos chamar de zona de conforto.
Deste modo as condições de vida repetem-se indefinidamente, mudando apenas a aparência. Repetem-se relacionamentos insanos a partir de situações familiares, de trabalho, comerciais e etc que não nos tire da zona de conforto, ou seja, daquilo a que estamos condicionados.
Esta repetição é a prova de que “Com o ego tu nada podes fazer para salvar a ti mesmo ou aos outros”.
“Um curso em milagres” interrompe esse padrão repetitivo quando nos ensina: “eu posso escolher outra vez” , “deve haver um outro modo de olhar para isso”, “acima de tudo eu quero ver isto de forma diferente”. Esta interrupção abre na mente o espaço necessário para que o Espirito Santo responda com milagres. Por isso o curso diz que é necessária a disponibilidade para milagres.
Ao te disponibilizares para os milagres estás aceitando o teu papel na salvação, e reconhecendo-te como Filho de Deus. Deste modo o ego torna-se humilde ( conforme ensinamento da lição 61) e assim, conforme vemos declarado no parágrafo “Os mansos herdarão a terra porque seus egos são humildes e isso lhes dá uma percepção mais verdadeira”

Malu

Ao colocarmos uma criança na escola, esta levará determinado tempo para o aprendizado.
Provavelmente entrará a escola ao sete anos e sairaá por volta dos vinte e um anos, o que resulta em quatroze anos de aprendizado para que possa exercer uma profissão.

Se aprendesse tudo em um instante, poderíamos dizer então que acontece um colapso no tempo que deveria ser dedicado ao aprendizado ou um milagre.
Assim, sabemos que devemos nos dedicar a aperfeiçoar nossa percepção para o aprendizado correto.
Aprendizado que vai se tornando quantitativo.
Quanto tempo devemos aprender para alcançarmos a quantidade que poderá ser a ponte para transformar este aprendizado quantitativo, em conhecimento, alterando sua qualidade?
Sabemos que o último passo é dado por Deus, mas estes primeiros nos cabe dar.
Então o milagre pode colapsar o tempo e alcançarmos o aprendizado em um só instante.
Então devemos atingir este instante.
A ferramenta que nos é dado para abreviar o tempo é o milagre.
Daí então este Curso: UM CURSO EM MILAGRES.
Jorge

 

©  2004 - Milagres